Loading...
Blog
16
10
2020

Dia Mundial da Alimentação

Como conseguir uma alimentação mais sustentável?

 

A população mundial gasta o equivalente a 1,7 planetas. Caso a sociedade continue a registar este ritmo de consumo, até 2030 terá sido gasto o equivalente a 2 planetas Terra. Cerca de 1/3 dos alimentos produzidos não é consumido, o que corresponde a 1,3 mil milhões de toneladas por ano. 

As perdas alimentares e o desperdício alimentar são responsáveis pela emissão de 8% dos gases de efeito de estufa, o que afeta negativamente os oceanos.

Necessitamos de consumir de forma adequada, tendo em conta as nossas necessidades nutricionais, mas também a preservação do planeta para que as novas gerações possam ter a oportunidade de usufruir igualmente deste. A SUSTENTABILIDADE é um conceito multidimensional que engloba a integridade ambiental, o bem-estar social, a resiliência económica e a boa governação.

É possível adquirir uma DIETA SUSTENTÁVEL com baixo impacto ambiental, que contribua para a segurança alimentar e nutricional da população e ainda que proteja, respeite a biodiversidade e o ecossistema e que otimize os recursos naturais e humanos. 

 

COMO?

DEIXAMOS-LHE 11 DICAS DE COMO LEVAR A CABO REFEIÇÕES MAIS SUSTENTÁVEIS:

 

  • Planeie antecipadamente as refeições diárias e realize uma lista de compras, adquirindo apenas os alimentos que serão consumidos.
  • Ocupe 3/4 do prato com alimentos de origem vegetal e limite a 1/4 do prato os alimentos de origem animal.
  • Limite o consumo de carne vermelha (p.e. porco, cabrito, vaca) e processada (p.e. salsichas, hambúrgueres, enchidos).
  • Aumente o consumo diário de leguminosas em substituição (por exemplo) da carne, pescado ou ovos em algumas refeições da semana.
  • Prefira alimentos sustentáveis locais e da época/sazonais e oriundos do comércio justo.
  • Reaproveite as sobras de outras refeições e reduza o desperdício na preparação e confeção dos alimentos.
  • As panelas de pressão e/ou ferver a água num jarro permite(m) cozinhar mais rapidamente e economizar energia. Limite o uso do forno.
  • Prefira embalagens familiares, ao invés de embalagens individuais, minimizando e reutilizando embalagens utilizadas.
  • Consuma em primeiro lugar os alimentos mais perecíveis e os que têm uma data de fim mais próxima.
  • Acondiciona convenientemente os alimentos, verificando frequentemente a temperatura de refrigeração e congelação.
  • Faça compostagem dos resíduos orgânicos e utilize-os como fertilizante na horta familiar.

 

 

ENVOLVA-SE.  

Ajude a promover a Alimentação Saudável e Sustentável. Cada um de nós deverá envolver-se ativamente em cada um destes processos.

Repense o seu consumo, a tornar-se resiliente na redução do desperdício alimentar, na reutilização de alimentos para novas confeções culinárias e na reciclagem dos recursos utilizados. 

 

Quantas vezes já tivemos fruta na fruteira pronta para ir para o lixo?

Quantas vezes já nos lamentamos por estar a deitar fruta fora, pois “já está demasiado mole e assim já não a consigo comer”?

Desde miúdos que somos habituados a comer papinhas e puré de fruta, mas com o passar dos anos perdemos esse hábito.Contudo, continua a ser uma excelente forma de comer fruta.

Não há segredos para esta receita. Junte quantas frutas tiver e quiser:

– Pêssego + Ananás

– Maçã + pêra

– Kiwi + banana

– Morango + Manga

– Etc…

  1. Corte a fruta em pedaços e tire os caroços e sementes (se for o caso).
  2. No caso de maçãs e pêras, sugiro que coza primeiro estas frutas e que guarde a água da cozedura.
  3. Coloque a fruta num liquidificador e reduza a puré.
  4. Se necessário, adicione um pouco de água até obter a consistência desejada ou a água que sobrou da cozedura.
  5. Caso tenha ficado com uma grande quantidade de puré e não consegue comer todo de uma vez, coloque o mesmo em couvetes e envolva com película aderente,
  6. Leve ao congelador e depois de solidificar retire os cubos da couvete e acondicione em sacos de congelação, identificando os ingredientes e a data de congelamento.

 

Está cansado de comer sempre a mesma coisa e de os restos acabarem sempre no lixo?

Não sabe como aproveitar e inovar receitas com as sobras semanais?

Fique atento a esta receita e veja como pode aproveitar os restos e torná-los tão saborosos quanto versáteis.

 

Fritata de sobras

Ingredientes:

– 4 ovos

– Cenoura previamente cozida ou ralada q.b.

– Pimentos (verde, amarelo, vermelho) q.b.

– Brócolos previamente cozidos q.b.

– 1 cebola pequena

– Bacalhau ou outra sobra (atum, carne, salmão, queijos, etc) q.b.

– Iogurte natural (não açucarado) ou queijo (quark, cottage, etc) q.b.

– Azeite, pimento e alho em pó q.b.

– Coentros q.b.

Preparação:

  1. Pré-aqueça o forno.
  2. Pique os pimentos, a cebola e corte os brócolos e a cenoura aos bocados.
  3. Salteie juntamente com o bacalhau desfiado numa frigideira com um pouco de azeite, pimenta e alho em pó.
  4. Bata os ovos com o iogurte (ou queijo) e tempere a gosto.
  5. Numa travessa de forno coloque a mistura salteada e deite os ovos com o iogurte/queijo por cima.
  6. Leve ao forno durante 20 min. Retire do forno e coloque coentros picados por cima.

 

Pode substituir os ingredientes sugeridos por outros que tenha no frigorífico.

Dê largas à sua imaginação e previna o desperdício alimentar. Seja parte ativa da sustentabilidade. Seja parte ativa do bem-estar do nosso Planeta. Por si, pelos seus e por todos nós.

 

Imagem ilustrativa

 

 


Fonte:

 

Comentário
0

Leave a reply